Dragonslayer/Tormenta – DeepGate: Ilha do Leitor

E-mail: Editora Mantícora

Saudações! Embora não possamos revelar ainda publicamente os detalhes sobre o arquipélago/continente que forma o novo cenário da revista Dragonslayer, aqui está o novo projeto que substitui Gorendill como “cidade do leitor”. Estou enviando pra vocês na esperança de ter já para a próxima edição algo interessante para colocar na seção.

Por enquanto basta saber que:

1- Não há semi-humanos (elfos, anões, etc) nas novas ilhas.
2- O acesso de Arton até as ilhas não é dos mais fáceis.

Dito isso, acho que vcs serão capazes de desenvolver algo legal. Como é de costume, adaptaremos por aqui o que for necessário.
Com vocês, DeepGate: A Ilha do Leitor

DEEPGATE
Feita por heróis. Feita por você.
Sim, com certeza você já viu isso antes.
A Dragon Magazine, revista oficial do jogo Dungeons & Dragons, certa vez entregou a seus leitores a tarefa de construir e expandir uma cidade chamada Raven’s Bluff, no mundo de Forgotten Realms. Mais tarde, a mesma revista promoveu um concurso para a escolha da Estalagem do Dragão Adormecido – que tinha apenas o nome, e seria selecionada entre as sugestões dos leitores. Mas sua aposta mais audaciosa no talento dos fãs ainda estava por vir, na forma de um grande concurso que resultou no nascimento de Eberron; um mundo completo, escolhido entre milhares de propostas enviadas por leitores.
No Brasil, a revista Tormenta seguiu a mesma receita. O mundo de Arton ganharia Gorendill, uma cidade na fronteira do reino de Deheon. Fundada pelo ambicioso prefeito Guss Nossin e sustentada pelo comércio de frutas exóticas. Exceto por estes fatos, mais nada foi informado sobre a cidade; caberia aos próprios leitores inventar seus personagens, lugares e maravilhas.
Agora, os REINOS DE MOREANIA também apresentam sua Cidade do Leitor. Bem diferente de Gorendill, esta não é uma pacata comunidade de comerciantes – aqui os heróis aventureiros fervilham, prontos para desbravar uma grande masmorra cuja entrada fica exatamente no centro da cidade!
Conheça DEEPGATE. Aprenda tudo que é conhecido sobre o lugar. O resto, depende de você.
Uma ilha que leva à morte.
Esta é a forma como a maioria das pessoas se refere a DeepGate. Poderia ser apenas mais uma ilhota, entre as dezenas que proliferam ao norte do litoral de Laughton e Lancaster. Não mais de cem quilômetros de extensão. Sem grandes florestas ou montanhas, apenas alguns rios e colinas. Ainda assim, uma das mais extraordinárias – e perigosas – ilhas de toda Moreania.
No centro exato de DeepGate existe um fosso, que empresta à ilha seu nome. Uma abertura vertical, com pelo menos vinte metros de diâmetro, e descendo centenas de metros até a escuridão desconhecida. Mesmo ao meio-dia o sol não atinge seu fundo. Nem poderia: a gruta sinistra apenas serve de entrada para um complexo subterrâneo, um infindável labirinto de túneis, passagens e câmaras. Muitas são naturais, formadas por milênios de infiltração das chuvas. Outras, escavadas por mãos desconhecidas.
As Masmorras de DeepGate seriam descobertas e desafiadas. Ao longo dos anos, numerosos heróis ousaram desbravar suas entranhas. Muitos pereceram, vitimados por monstros, armadilhas e outros horrores desconhecidos. Mas outros emergiram vitoriosos, trazendo consigo tesouros mágicos e histórias fantásticas. Tais histórias que levariam cada vez mais heróis – novatos e veteranos, nobres e gananciosos, solitários e unidos – às entranhas escuras da ilha.
Poucos lembram quando e como, mas uma cidade começou a crescer ali. Talvez suas primeiras estruturas tenham sido acampamentos temporários; postos avançados erguidos por aventureiros, lugares de preparação, descanso e recuperação. Primeiro eram tendas, depois cabanas, e finalmente torres. Ali os desafiadores de DeepGate faziam planos para iniciar suas incursões subterrâneas, e tratavam de seus ferimentos ao retornar.
As masmorras eram certamente vastas e perigosas, mas nenhum monstro jamais escapou pela abertura. Suas vizinhanças eram seguras. Esse fato, somado ao ouro dos heróis, trouxe para DeepGate seus primeiros estabelecimentos comerciais. Estalagens onde exploradores poderiam descansar antes da jornada. Tavernas onde festejar suas conquistas. Templos onde curar seus feridos. Forjadores de armas e armaduras. Negociantes de itens mágicos. Alquimistas. Bardos. Escudeiros. Batedores. Mercenários.
Antes uma porta de entrada para horrores indizíveis, DeepGate é agora uma grande e fervilhante cidade, entre as maiores de Moreania. Uma cidade cuja economia é baseada na atividade de aventureiros – eles fazem aqui seus preparativos para desafiar as profundezas, e gastam aqui seus tesouros conquistados quando retornam.A verdadeira extensão das Masmorras de DeepGate é desconhecida.
Ninguém jamais conseguiu mapear totalmente o complexo – e relatos de seus exploradores sugerem que isso nunca acontecerá. Os túneis parecem seguir muito além das fronteiras da ilha, descendo sob o leito oceânico. Alguns sugerem até mesmo uma ligação com as Profundezas, o reino cavernoso que dizem existir sob as Montanhas de Marfim. Suspeita-se também da existência de entradas secundárias para a masmorra em ilhas vizinhas.
A natureza dos monstros que habitam o lugar também é um mistério. Heróis sobreviventes falam de goblins, orcs e ogres. Falam também de lagartos colossais, insetos imensos e aranhas grandes como casas. E não faltam relatos sobre gigantes, hidras, quimeras e até mesmo dragões. Parece não existir, em toda a Criação, um único tipo de fera que não exista nas Masmorras de DeepGate.
As criaturas não intimidam os heróis – apenas os incitam. Sobre o fosso, um sistema de vagões movidos com trilhos e cabos transporta os desbravadores com segurança para as áreas consideradas ainda seguras.
Dali em diante, o perigo aguarda.
Deepgate pode ser o ponto de partida para sua maior aventura. Pode ser também a última cidade que você verá com vida. Mas esta é, com certeza, uma cidade feita por heróis.

Regulamento
1) Envie seu material para: revista DRAGONSLAYER, Editora Mantícora, Rua Augusta, 976, 2º andar, Cerqueira César, SP/SP, CEP 01304-001, ou para o e-mail editora@manticora.com.br (o subject deve seguir o seguinte modelo: DeepGate – (nome da sua matéria). Exs DeepGate – Estalagem do Ganso Afogado, DeepGate – A Fera dos Tentáculos de Aço, DeepGate – Capitão Arrouth, etc)
2) Todos os textos devem ser digitados, datilografados ou impressos. Textos manuscritos não serão aceitos. Em caso de envio em arquivo digital, o texto deverá se apresentar como arquivo de Word, .doc ou .rtf e conter entre 8.000 e 10.000 caracteres, incluindo espaços (para acessar essa informação entre no menu Ferramentas/Contar Palavras). Textos impressos ou datilografados não devem ultrapassar oito páginas, com letras em tamanho 12 e espaçamento simples.
3) Caso seu material exija o uso de regras, o autor deverá se responsabilizar em apresentá-las adequadamente, compatíveis com o Sistema D20 ou PRIMEIRA AVENTURA!!! Outros sistemas não são permitidos.
4) Os textos enviados não serão devolvidos ou remunerados. Todo o material passa a ser propriedade da Editora Mantícora.
5) Envie junto ao seu material os seguintes dados sobre o autor: nome completo, endereço, idade e meio de contato (telefone e/ou e-mail).
6) Reserva-se aos editores da revista DRAGONSLAYER e à Editora Mantícora o direito de alterar ou corrigir estas regras, caso seja
necessário.
7) Os critérios de avaliação dos textos enviados são de responsabilidade dos editores da revista DRAGONSLAYER.
8) Descrições de lugares devem preferencialmente ser acompanhadas por mapas, que podem ser fornecidos em originais, fotocópias, impressos ou arquivos digitais.
9) Qualquer semelhança entre este regulamento e o regulamento de qualquer outra Cidade do Leitor é um simples caso de copy/paste.

Faça assim (box)
Aproveite os buracos! Muitos fatos sobre DEEPGATE apresentados aqui são intencionalmente vagos. Quem descobriu o fosso primeiro? Quem governa a cidade? Qual sua maior taverna ou estalagem? Seus templos são para quais deuses? Quem é o melhor armeiro da cidade? Como se chega à ilha? Estas e quaisquer outras perguntas devem ser respondidas por você.
Pense em heróis! DEEPGATE existe para prover aventureiros com aquilo de que eles precisam para vencer as masmorras. Imagine que bens ou serviços podem ajudar alguém a explorar uma masmorra. Se você fosse um aventureiro, o que gostaria de encontrar em uma cidade?
Não fique restrito! DEEPGATE é a cidade principal da ilha, mas não precisa ser a única. Uma centena de quilômetros com certeza pode abrigar outros povoados, cabanas abandonadas, torres misteriosas, castelos assombrados e outros lugares de aventura.
Não seja preguiçoso! RPG é uma combinação de ambientação e regras. É divertido inventar uma história, mas você não estará ajudando a jogadores e Mestre se não fornecer regras para seu material. Personagens e criaturas devem ter estatísticas de jogo. Tavernas e estalagens devem ter mapas. Guildas e organizações ficam mais interessantes quando acompanhadas por novos equipamentos, magias ou classes de prestígio.

Aguardamos a colaboração de todos…

J.M.Trevisan
Editora Manticora, Dragonslayer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s