A volta do cenário Fantapunk!

Fantapunk é um cenário que completou 25 anos dia 1º de Fevereiro. Muitos não devem lembrar-se dele, mas ele foi publicado duas vezes pelo seu autor Marcos Archanjo em revistas de RPG: Na revista Universo Fantástico do RPG nº03 em conjunto com a aventura A Deusa de Jade para D20 System (ainda na versão 3.0), GURPS e SiRIUS e também na Dragão Brasil nº119.

Além disso, por muito tempo o cenário teve uma coluna na RedeRPG, inclusive tendo seu lançamento anunciado, mas que não foi concretizado. Ao menos, o netbook Fogo Ligeiro ainda para D&D3 foi publicado e apresenta o cenário.

E como é o cenário? Criado em 1988 visava criar uma arbodagem não existente na época como por exemplo tirar o maniqueísmo deles. As Raças disponíveis são: Adamitas (Humanos), Bandar (Anões), Draconianos, Duendesm, Elfos, Fadas, Gnomos, Goblins, HóBs (Hobgoblins), Índios, Kendor, Kobolds, Mortos-Vivos, Ogres/Temujins e Orks. No mundo conhecido como Urancha, de forma similar a Terra, mas possuindo duas luas e tendo nível tecnológico inferior, no chamado Mundo Conhecido há os continentes de Hy-Brasil (que não tem nada a ver com o Hy-Brazil da Daemon, só o mapa) e Arcádia (onde fica a Europa) e entre um e outro há uma cordilheira batizadas de Montanhas do Mar. É possível mer o mapa desse mundo na ilustração que abre esse artigo.

Um diferencial desse mundo são as Escuderias, um modelo organizacional de treinamento de aventureiros, ele fez sucesso fazendo com que várias guildas a adotassem e fez surgir várias escuderias no continente. Há também as Agências que administram um grupo de Escuderias. Há também os patrocinadores das aventuras que o fazem em segredo geralmente aproveitando que as atividades dos aventureiros são muito lucrativas.

As agências e corporações são concorrentes entre si. Mas há também o grande inimigo de todos, o Caos que recruta agências e escuderias caóticas. Não se sabe quem controla o Caos, mas alguns acham que pode ser uma entidade superior.

Para a republicação, a ideia apresentada no blog é a de divisão em módulos (texto copiado e colado daqui):

Nessas últimas semanas, me dediquei a reformatar o conteúdo da versão 2007 em módulos que se tornarão livretos para publicação em pdf. A princípio, a organização ficou da seguinte maneira:

01- Personagens
02- Organizações
03- Mundo Fantapunk
04- Panteão & Magia
05- Classes de Prestígio
06- Atlas Geográfico 1 (Hy-Brasil)
07- Atlas Geográfico 2 (Arcádia, Montanhas do Mar e Arquipélago Rami)
08- Novas Raças

Esse texto tinha sido preparado visando a publicação no formato RPG usando as regras do D&D versão 3.5, mas vou avaliar se com a versão 4.0 eu terei que mexer alguma coisa. Embora meu foco não seja submeter o cenário a uma visão específica de mercado (RPG – D&D), vale a pena dar uma analisada para potencializar sua penetração.

Links:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s