Financiamento coletivo: HQ A Samurai


Oito quadrinistas incríveis reunidos para contar a história de uma gueixa que não medirá esforços para encontrar sua família.

Sobre a história

Este é um projeto do estúdio Manjericcão

Japão, meados do período Edo. O país era governado pelos daimyos (senhores feudais) que eram defendidos por fiéis samurais. Nesse contexto, as mulheres eram seres submissos que aceitavam serem tratadas como inferiores sem poder questionar. Exceto Michiko. Ainda recém-nascida, ela foi deixada no okiya, a casa das gueixas, para ser doutrinada como uma delas, mas, mesmo parecendo ter aceitado sua condição, ela alimenta o desejo de encontrar sua família e viver uma vida normal. Para tanto, Michiko decide mudar o seu destino e se torna uma samurai que não mede esforços para atingir seus objetivos e lutará até o fim para realizar os seus sonhos.

Participe do Financiamento coletivo pelo Catarse.

asamuraiSobre o projeto

A ideia de fazer um roteiro para HQ me parecia longínqua, como um terreno no qual eu nunca poderia pisar. No entanto, algo brotou dentro de mim enquanto eu andava pelos corredores do Artists Alley durante a CCXP. Ao ver tantos artistas talentosos reunidos, pensei: por que não escrever e chamar um punhado deles para desenhar? E bem, foi o que fiz.

Dividi a graphic novel em 8 capítulos de 8 páginas cada e convidei 8 artistas para embarcar no projeto. Apesar da minha forte ligação com o Japão (estudei japonês por mais de 5 anos e morei em Tóquio), eu nunca quis que a HQ tivesse a identidade de mangá. Portanto, escolhi artistas com estilos bem variados, com trabalhos lindos e admiráveis, transformando assim o meu roteiro em um projeto coletivo, em que cada um não foi apenas convidado para ilustrar, mas também para deixar um pouco de si, de seu talento e sua criatividade.

Claro que eu não daria conta da empreitada sozinha. Pensando nisso, a primeira pessoa que convidei para participar do projeto foi o incrível Yoshi Itice, do site Manjericcão. Além de ilustrar o primeiro capítulo, ele é o Diretor de Arte do projeto – ou seja, é responsável pelo design dos personagens, escolha das cores, referências, etc etc. Sem ele a HQ nunca teria saído do roteiro!Ao todo, a graphic novel terá 112 páginas divididas entre a história e os extras. Ela será colorida, mas de uma maneira diferente: cada capítulo terá uma cor predominante que estará diretamente ligada ao sentimento que o momento transmite – ou seja, algo bem sensorial mesmo. Todas as escolhas foram feitas com muito cuidado para que esse seja um livro incrível!

Sobre os artistas

Mylle Silva é escritora, jornalista e artesã. É formada em Comunicação Social pela PUCPR, mas deixou sua graduação em Letras Japonês na UFPR em aberto. Produz produtos personalizados na Loja Nhom e mantem alguns projetos no ar, como o Tadaima! Curitiba e o Webcomics Brasil. Em 2014 publicou A Sala de Banho, seu primeiro livro de contos (aliás, financiado aqui no Catarse!)

Yoshi Itice é quadrinista, roteirista e ilustrador. É formado em Design Gráfico pela UFPR e pós graduado em Histórias em Quadrinhos pelo OPET. Em 2010 fundou o estúdio/site LoboLimão, no qual trabalhou até 2014. Dentre suas publicações estão o livro-jogo Last RPG Fantasy e a série Batsuman. Agora, em 2015, deu início a um novo projeto, o Manjericcão, com novas aventuras e desafios!

Vencys Lao, natural de Paulínia/SP, é ilustrador e quadrinhista, estudou Ilustração de Mercado na Pandora Escola de Artes em Campinas e Animação Tradicional na Art Academia em São Paulo.

Alterna suas atividades entre Estúdios de animação com trabalhos como O Sítio do Pica Pau Amarelo (Split Filmes/Mixer) e Galinha Pintadinha (Bromélia Filmes) com seus trabalhos autorais, como a HQ independente Dia do Porko e Hey Little Rich Girl. Colaborou com quadrinhos independente na Inglaterra e Rússia. Hoje trabalha como freelancer na área editorial em revistas e livros infantis.

Guilherme Match, ilustrador profissional desde 2005, já trabalhou para agencias de publicidade, editoras e marcas de vestuário. Também é professor de mangá desde 2008. Criou gosto pelos quadrinhos publicando fanzines entre 2004 e 2008. Seu projeto mais novo é Rocksling, publicado de forma independente em março de 2015.

Mika Takahashi cursou a faculdade de Desenho Industrial e trabalhou como designer por um tempo até se encontrar no mundo da ilustração e animação. Já fez animação 2D e 3D, concept art e atualmente se aventura em storyboard e quadrinhos.

Bianca Pinheiro, carioca curitibana, é autora da webcomic Bear (publicada pela Editora Nemo) e também da HQ Dora (independente). Gosta de sorvetes, musicais e gatos.

Herbert Berbert vive no interior de SP, sempre gostou de desenhar, mas só em 2012 após um acidente começou a fazer quadrinhos como forma de terapia e não parou mais. Com influencias de diversos estilos e artistas tem o cartoon como seu preferido, é autodidata mas gosta de absorver o máximo possível de cada artista que conhece. Participou das HQs Madbox em parceria com a prefeitura de Piracicaba e o estúdio Madbox, a HQ Tudo já Foi Dito de Pedro Hutsch, e a HQ 321 Fast Comics -Vol.2 de Felipe Cagno, além de várias exposições online e físicas.

Leonardo Maciel é ilustrador e já trabalhou para a Ed. Abril, Ed. Saraiva, O2 Produções, Rede Globo, Ed. Moderna, shopping Conjunto Nacional – DF, Jurassicast e Folha de São Paulo. Seu primeiro trabalho como quadrinista foi para a Revista Recreio e serviu como motivação para iniciar seu trabalho autoral como quadrinista em seu site Nabunda Nada.Teve participações nos livros Nem Morto, de Leonardo Finocchi, na antologia Máquina Zero e no livro Joãos & Joanas por Fulanos e Fulanas, de Pedro Hutsch Balboni. Atualmente está trabalhando na graphic novel Êxodo, com roteiro de Carlos Ruas.

Gaúcho natural de Porto Alegre, Gustavo Borges aos 19 anos já publicou 2 álbuns independentes com suas séries “A Entediante Vida de Morte Crens” e “Edgar”, um sketchbook e participou de vários livros coletivos. Trabalha com quadrinhos e ilustração a menos de dois anos, e não tem dúvidas que nasceu pra contar histórias.

Anúncios

Um pensamento sobre “Financiamento coletivo: HQ A Samurai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s