Financiamento coletivo: BIRL – Planeta Monstro

birlO planeta BIRL é infestado de monstros – tanto no sentido literal quanto figurado. É um mundo desolado onde os (humanos) monstrões mais casca-grossa do universo são exilados quando suas sociedades, invejosas de seus trincados músculos, os expulsam para sempre. Lá eles lutam até a morte contra outros monstros para sua sobrevivência… e domínio do mais monstrão!

BIRL: PLANETA MONSTRO! é um mini-RPG desenvolvido por Igor Moreno e Bruno Prosaiko. As regras baseiam-se no meme largamente conhecido na Internet brasileira, expandidas a partir de uma brincadeira que acabou se tornando viral no Facebook.

Em 1 de julho as regras simples e cômicas do “BIRL: O RPG PRA QUEM É MONSTRÃO” foram postadas e em menos de 24 horas já havia acumulado mais de mil reações e tantos compartilhamentos que foi impossível contar. Logo surgiu a ideia de criar uma versão mais polida das regras, completa com um cenário de jogo onde os monstrões pudessem viver aventuras cheias de suor e adrenalina à base de muito frango e batata doce.

Com este financiamento coletivo visamos produzir um livro em formato PDF com 32 páginas detalhando o Planeta Monstro, com todas as regras para se jogar. Ele será todo ilustrado por Bruno Prosaiko, e além das regras de criação de personagens e resolução de conflitos haverá 10 monstrengos inimigos diferentes e originais para serem usados durante o jogo – com a possibilidade de adição de mais inimigos se as metas expandidas forem atingidas.

Participe do financiamento coletivo no Catarse clicando aqui.

Cenário de jogo

Birl é o lar dos malignos frangoides, alienígenas dotados de supermentes que usam a radiação única do sol rosa-choque de seu mundo para seus planos nefastos de dominação universal.

Enviados ao famigerado Planeta Monstro como forma de exílio em um esquema de pirâmide tramado pelos frangoides, os monstrões de todo o universo degladiam-se para sobreviver nas terras desérticas de Birl, enfrentando outros monstrões (humanos) e monstrengos (alienígenas locais).

Porém a radiação nociva do planeta os torna extremamente agressivos, a ponto de seus níveis de raiva ultrapassarem o limite humano. Quando isso acontece o monstrão recebe uma ou mais mutações bizarras, gradualmente tornando-se um monstrengo descerebrado.

O planos dos frangoides é que os monstrões enviados para lá virem todos mutantes e que, uma vez capturados, seu DNA monstruoso seja utilizado para produzir superanabolizantes que são vendidos a altos preços no mercado negro.

Cabe aos monstrões descer a porrada nos monstrengos e acabar com as maquinações funestas dos frangoides!

Sistema de jogo

O sistema simples de BIRL: PLANETA MONSTRO! usa dados comuns de seis faces. Todo monstrão tem quatro monstributos: Bomba, Instinto, Raiva e Lábia. Cada um deles tem um valor de 1 a 4, que é a quantidade de dados rolada em um teste.

Atrelados aos monstributos também estão os gritos de guerra, frases de efeito que os monstrões repetidamente berram como assinatura pessoal, e que possibilitam rolar novamente uma ação que tenha fracassado. Tais como:

“QUE NUM VAI DAR O QUE, P*RRA!?”

“AQUI É 37 ANOS, CAR*LHO!”

“SAÍ DE CASA, COMI PRA CAR*LHO!”

Algumas adições às regras originais são as mecânicas do raivômetro e mutações. Como monstrão não sente dor, fica com raiva, conforme eles são atacados pelos monstrengos eles acumulam raiva até perderem o controle e tornarem-se mutantes. Cada mutação adiciona alguma característica grotesca ao monstrão, que os jogadores podem (e devem!) explorar durante o jogo.

Os monstrengos também todos terão raivabilidades especiais, ativadas acumulando pontos de raiva. Elas afetam os monstrões na narrativa e os jogadores na vida real! Fiquem por exemplo com o protótipo da ficha de um Mutante do Planeta Birl.mutante

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s