Chapéus Pontudos, um RPG minimalista

cp

Este é um RPG minimalista onde vocês vão interpretar anões de jardim que despertam sempre que algo de errado acontece no reino “Jardinália”, o jardim onde moram. Anões de jardim odeiam estar acordados e, por isso, fazem de tudo para que a situação que os acordou seja resolvida e eles possam voltar ao seu descanso de pedra.

O SISTEMA DE TESTES

Em Chapéus Pontudos os jogadores só falham se quiser. O sistema de resolução é simples: identifique qual atributo é o que melhor se adapta à situação naquele momento e role 1d6. Se o resultado for par, é um sucesso. Se o resultado for ímpar, é um sucesso com custo. A única exceção é o atributo Magia, que, no lugar de rolar um dado, pede que seja jogada uma moeda: cara é sucesso, coroa é sucesso com custo.

Sucesso com custo é um sucesso na ação que, porém, traz algum problema para o Anão que estava executando ela ou até mesmo para o grupo inteiro, caso faça sentido narrativamente.

Quando o jogador tirar um sucesso com custo, ele pode optar por gastar 1 ponto de sua reserva de atributo (o valor atribuído a ele) para rerrolar o dado ou relançar a moeda. Isso só pode ser feito uma vez por teste.

Se o jogador estiver precisando recuperar sua reserva de atributo, ele pode escolher falhar um teste que deu sucesso com custo. Desse jeito, ele recupera 1 ponto na reserva do atributo atrelado à ação falha e ganha 1 XP. Nunca pode-se ultrapassar o valor corrente do atributo.

O Jardineiro nunca rola dados ou lança moedas.

QUEM PODE JOGAR

Todo mundo pode jogar Chapéus Pontudos! O jogo é pensado para 5 jogadores, sendo que 4 interpretarão os Anões e 1 assumirá o papel do Jardineiro, que cuida do universo e interpreta todos os personagens que não são dos jogadores.

Jogo por Stefano Pelletti
Artes por Yuri Perkowski Domingos

Adquira pelo sistema “Pague quanto quiser”:

Ou pelo Drivethru RPG ou pelo Dungeonist

Um pensamento sobre “Chapéus Pontudos, um RPG minimalista

  1. Teve uma ideia inusitada para um rpg de bolso, porém com desenvolvimento bem fraco do sistema, obrigado por revelar o sistema criador da matéria, vou passar longe desse aí! que tosqueira! A grande maioria dos autores brasileiros até tem umas ideias boas mas o desenvolvimento é bem fraco, quase nulo! Analisando a falha neste sistema, o PJ ganha XP, recupera 1 ponto na reserva do atributo que já tinha sido gasto e enfrentará a falha na narrativa. Essa parada de ganhar XP quando falha é do DW, porém quando se falhar no DW, o PJ recebe dano e o pior é que o PV do personagem é fixo, ele não será aumentado quando se evolui, será o valor determinado pela classe até o fim de sua evolução e quando este falha muito, receberá muitos pontos de experiência, porém pode ser que o PJ morra no processo! Nesse RPG de bolso não!! Na falha ele ganha XP e recupera PV! O autor não fez play teste direito! O sistema brasuca pequeno e bom é o ZIP, baseado em lances de moeda, bota esse aí no bolso, e é totalmente gratuito!! Só pra você ter um ideia o sistema por trás do Chamado do Gathulhu bebe do ZIP, é igual, o que mudo é no Gathulhu em vez de se usar moeda, usa 1d6: par sucesso e impar falha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.