Bravos Heróis e outras novidades da Mundo Colidem

A Mundos Colidem está lançando mais alguns títulos da sua longa coleção de folhetos: um baseado em The Legend of Zelda, outro com criaturas que lembram humanos mas não o são e um sobre conseguir suprimentos. Confira:

Bravos Heróis

Bravos Heróis é um RPG minimalista que põe os jogadores no papel de pessoas que buscam salvar seu mundo das garras do Senhor do Mal, sendo inspirado em jogos como The Legend of Zelda, Legend of Mana e Hollow Knight.

Clique aqui para adquirir no Dungeonist

Caçadores da Noite

Entre as multidões que atravessam os grandes centros urbanos, caminham criaturas que apenas parecem humanas. Camufladas por magia ou habilidades naturais, elas espreitam despercebidas, desde as sarjetas até os salões onde repousam as posições de poder da sociedade. Algumas criaturas buscam apenas sobreviver, enquanto outras dependem do sacrifício de vidas humanas. E algumas veem humanos como gado, para ser caçado, abatido, devorado. Por diversão. Alguns humanos as caçam. Mas não por diversão.

Clique aqui para adquirir no Dungeonist

Vamos ao Supermercado?

Vamos ao supermercado? é um minijogo em tempos de pandemia sobre esperança e a busca por suprimentos. A personagem está de quarentena, mas precisa sair para conseguir suprimentos para sua família e pode ser infectada em sua busca. É um jogo sobre a jornada de sobrevivência diária e suas interações sociais. Esse jogo foi feito para ser jogado por duas pessoas em isolamento social, mas funciona também para um grupo, usando recursos virtuais ou no modo solo, usando um oráculo.

Vamos ao Supermercado? É um minijogo de autoria de Raphael Lima, usando o sistema de regras para jogos mínimos do Mundos Colidem.

Clique aqui para adquirir no Dungeonist

Colonização

“Podemos reclamar dos marcianos guerrearem com o mesmo espírito?”
H.G. Wells

Colonização é um minijogo de ficção científica. A Terra foi invadida e colonizada por Marcianos que ocuparam as capitais. A humanidade foi aprisionada em bairros que servem de currais, tornando-se alimentação dos alienígenas. Os poucos humanos livres refugiaram-se nas áreas selvagens e rurais. A maioria procura apenas sobreviver sem virar gado dos colonizadores, mas há uma pequena parte que fala sobre resistência e reconquista da Terra…

Clique aqui para adquirir no Dungeonist

Natal Colônia: Um Cenário para Colonização

Natal Colônia é um cenário para o minijogo Colonização, ambientado na cidade de Natal/RN.

A NATAL COLONIZADA

A belonave continua no mesmo lugar onde pousou. Por seus trens de pouso terem 1 km de altura, ela atua como proteção para a região abaixo dela, que foi completamente reformada com tecnologia alienígena e passou a servir de base para os colonizadores. Os bairros de Candelária, Capim Macio, Petrópolis e Tirol foram reformados em estruturas gigantes, com cerca de 500m de altura e 500m de profundidade abaixo do solo. É nela onde vivem os humanos capturados, que servem como fonte alimentícia dos invasores.

O restante da cidade manteve-se devastada, com prédios e estruturas em ruínas, algumas prestes a desmoronar a qualquer abalo sísmico. Unidades terrestres e aéreas patrulham essas regiões à procura de fugitivos e membros da Resistência. Quatro imensas estruturas alienígenas foram construídas nos limites da cidade, uma no extremo da Zona Norte, duas no extremo da Zona Oeste e uma no extremo da Zona Sul. Elas abrigam as unidades responsáveis pelo patrulhamento das regiões próximas da cidade. As ordens da patrulha são de capturar os humanos encontrados e levá-los até a cidade, onde são jogadas nas estruturas de cativeiro, apelidadas de currais pelos prisioneiros. Em caso de resistência ou ameaça, as patrulhas possuem autorização para uso de força letal.

Clique aqui para adquirir na Dungeonist

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.