Financiamento Coletivo: Arthur Machen – O Mestre da Dark Fantasy

Pela 1ª vez no Brasil contos de Dark Fantasy do escritor Arthur Machen!

Esse livro é um conjunto de contos baseados na trilogia de Arthur Machen lançada pela Hippocampus Press, sob a coordenação de S.T. Joshi, um dos maiores especialistas na vida e obra de H.P. Lovecraft e em literatura fantástica no mundo. Nosso projeto é uma coleção temática focada nos contos de Dark Fantasy dessa trilogia. O projeto remonta o ano de 2017 quando a Editora Clock Tower lançou um primeiro livro de Arthur Machen dedicado especificamente ao horror sobrenatural.

Embora se atribua a escritora Gertrude Barrows Bennett a criação do subgênero Dark Fantasy nas revistas pulp dos anos 1920, estudiosos chamam a atenção para o conto “A Máscara da Morte Rubra” (1842) de Edgard Allan Poe como o primeiro a mesclar a fantasia com horror. Fórmula que seria utilizada com sucesso no futuro em filmes, RPGs e games. A Dark Fantasy normalmente se caracteriza por histórias medievais (mas, nem sempre) que tenha como pano de fundo o horror e uma sensação de decadência e luta pela sobrevivência em meio a perigos de todos os tipos. Certamente um fato incontestável é a dificuldade de delimitar as fronteiras que separam a fantasia do horror e as que as une. Então para isso contamos com o apoio de S.T. Joshi que muito nos ajudou para preparar essa seleção incrível de contos tendo como temática a fantasia sombria.

Clique aqui para participar do financiamento coletivo

Sumário

– Introdução
– Biografia do autor (com fotos)

– Um Fragmento de Vida
– O Retorno Triunfal
– O Ômega Exaltado
– A Estrada para Dover
– Os Arqueiros
– N

– Apêndice

– Possíveis contos extras, poesias, ensaios, cartas, ilustrações, etc…

O autor

Arthur Machen (1863-1947) foi um escritor galês de contos, novelas e romances de horror e fantasia. Ficou muito famoso no final do século XIX e começo do século XX. Nasceu em Caerleon, região ligada a um passado de ocupação romana e de lendas medievais dos celtas. Tais influencias seriam muito presentes em parte de sua obra.

Machen era filho de John Edward Jones, vigário da paroquia local e de sua esposa escocesa Janet Robina Machen. Desde cedo o jovem vasculhava a biblioteca do pai aos 8 anos, e segundo consta, daí surgiu seu interesse pelo oculto ao consultar um livro antigo sobre alquimia. Aos 11 anos ingressou na Hereford Cathedral School tendo uma educação exemplar, começando a ensaiar seus escritos. Machen não conseguiu entrar para a universidade, pois seus pais eram pobres, preferindo se dedicar com muito afinco a literatura, jornalismo e a ser um autodidata.

Em 1885 faleceu sua mãe e dois anos depois foi a vez de seu pai morrer. Nesse mesmo ano Machen se casou com Amelia Hogg, tendo recebido parte de uma herança, o que lhe permitiu dedicar com mais afinco a literatura. A partir de 1890 sua carreira decolou com seu grande sucesso, a novela “O Grande Deus Pã”, mas no final dessa mesma década sua esposa faleceu de câncer, o que o deixou abatido, tendo sido convidado por seu amigo E.A. Waite a ingressar na sociedade secreta Hermetic Order of the Golden Dawn, o que também foi grande influência para seus escritos.

Em 1903 casou-se com Dorothie Purefoy Hudleston. Machen com todo talento passou momentos de glória e outros de esquecimento. Mas, no final de sua vida foi muito reconhecido pelos grandes escritores de sua época, vindo a falecer apenas alguns meses após sua esposa em 15 de dezembro de 1947, sendo sepultado no Cemitério da Igreja de St. Mary The Virgin em Amersham.

INFLUÊNCIA DA OBRA DE MACHEN NOS DIAS DE HOJE

Arthur Machen é, na minha opinião, tão importante quanto Lovecraft. Como escritor é ainda melhor, e infinitamente mais sutil em seus efeitos.
 Clive Barker

The Ghost Story

No livro “The Gothic Worlds of Peter Straub”, o autor John C. Tibbetts nos relata que a mais famosa novela de Straub “The Ghosty Story” foi diretamente influenciada por “O Grande Deus Pã”, segundo conta o próprio Straub.

N:

O mais famoso conto de Stephen King chamado simplesmente ‘N’ tem influencia direta dos trabalhos de Arthur Machen como ele revelou muitas vezes. Aliás, Machen tem um conto escrito em 1936 com este mesmo nome no nosso projeto.

O tradutor

José Geraldo Campos Trindade nasceu no Rio de Janeiro, onde se licenciou em Português, Inglês e Literatura pela então Universidade do Estado da Guanabara. Mais tarde, fez o Mestrado em Educação na Universidade de Brasília. Começou a carreira como revisor de textos no Jornal do Brasil, passando pela revista Manchete, Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pelo jornal O Estado do Maranhão. E, na UnB, para a qual também fez trabalhos de revisão, iniciou as traduções com trabalhos voltados para a educação. Em 2017, traduziu os contos que integram o livro Arthur Machen, O Mestre do Oculto, da Ed. Clock Tower. Além de revisor e tradutor também contista e cronista, com textos publicados e alguns contos premiados. E-mail de contato: josegeraldocampos@gmail.com

O diagramador

José Geraldo Gouvêa é escritor e tradutor, atualmente com quatro livros solos publicados (dois originais e duas traduções – A Terra da Noite e Além da Imaginação e do Tempo, ambos pela Clock Tower), além de várias obras avulsas em coletâneas. Também é um entusiasta da tipografia, autodidata em desktop publishing usando LaTeX na plataforma Linux. Diagramou quatro livros para a Editora Clock Tower: A Terra da Noite, O Ciclo de Yig, Além da Imaginação e do Tempo e Weird Western. Mantém o blog Letras Elétricas http://www.letraseletricas.blog.br. E-mail de contato: jggouvea@gmail.com

Ficha técnica

Aspectos físicos do livro:

Nº de páginas: aprox. 200
Formato: 16 x 23 cm
Acabamento: brochura
Tipo de papel: pólen soft 80g/m²

Equipe editorial:

Tradutor: Geraldo Campos
Revisor: Aparecida Rondina
Projeto gráfico: Everton Carraretto
Diagramação: José Geraldo Gouvêa
Arte da Capa: EdCarl Evans
Organização: Denílson Carraretto
Editora: Clock Tower

A diagramação irá valorizar um bom tamanho de fonte e espaçamento entre linhas e margens adequadas, além do uso de papel pólen que suaviza a leitura prolongada em ambientes de pouca iluminação. Será utilizado o software livre LaTeX.

Cronograma:

Outubro/novembro: financiamento coletivo para arrecadação do valor.

Dezembro/janeiro: produção e impressão de livros.

Fevereiro/março: envio aos apoiadores.

Após o fim da campanha teremos três meses para produção e envio (esse cronograma pode variar caso as metas estendidas forem batidas), e tão logo o livro seja enviado pelos correios pela modalidade Impresso Normal com Registro Módico, você receberá o código de rastreio e demais informações diretamente seu e-mail.

Até lá, a cada quinzena mais ou menos postaremos para vocês por e-mail atualizações sobre o andamento da finalização do livro e recompensas, sempre com muita transparência que virou nossa marca registrada nesse quase 10 anos de editora.

#editoraclocktower

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.