Financiamento Coletivo: Os salgueiros e outros assombros da natureza

Blackwood pela primeira vez em edição criteriosa, comentada e ilustrada. Intro e notas de S.T.Joshi

Bem-vindos ao novo projeto das editoras Ex Machina e Clock Tower. Unimos forças para trazer a melhor edição de Algernon Blackwood no Brasil.

Essa é a primeira edição comentada e anotada de Blackwood no Brasil. Com introdução, comentários e notas do grande especialista em literatura fantástica S.T. Joshi, nossa seleção se concentra nas narrativas extensas do autor que têm a natureza como palco de manifestações sobrenaturais ou fantásticas.

A obra

Seus interesses pela natureza e pelo sobrenatural deram o tom da sua ficção: contos de horror, histórias de fantasma e aventuras fantásticas. A base do horror das histórias de Blackwood é o contato do homem com o desconhecido, com as forças ocultas da natureza e suas manifestações sobrenaturais. Além disso, sua obra é profundamente autobiográfica. Viajante ávido, Blackwood conheceu os Alpes suíços, o interior da França, os pântanos do leste europeu, as florestas do Canadá, a imensidão do Egito, e usou com maestria todos esses lugares como cenário para a sua ficção de mistérios e assombros.

Nossa edição foi estabelecida com um critério editorial bem definido: selecionamos as narrativas extensas que tinham a Natureza (com N maiúsculo) como pano de fundo ou agente sobrenatural. Foi justamente em suas histórias mais longas que o autor se destacou, desenvolvendo os enredos e criando suas atmosferas de modo detalhado e meticuloso. A nossa edição reúne as cinco narrativas longas mais importantes do autor, sendo duas delas inéditas em português, num total de mais de 300 páginas. O livro ainda conta com ilustrações de Alexandre Teles elaboradas especialmente para a nossa edição. Nas metas estendidas, conteúdos extras incríveis e inéditos que tratarão da vida e da obra do autor, sua recepção crítica, memórias e relatos, além de curiosidades sobre a gênese das histórias.

Clique aqui para participar do financiamento coletivo

O autor

Algernon Blackwood foi um dos principais autores de horror do século XX. Desde muito jovem se interessou por temas sobrenaturais, ocultismo e doutrinas esotéricas. Aos trinta anos, depois de morar por algum tempo no Canadá e nos Estados Unidos, voltou à Inglaterra. Viajou pela Europa e pelo Egito, e em 1906 começou a publicar coletâneas de contos e novelas, além de romances, dando início a uma longa e prolífica carreira.

Logo Blackwood se tornou reconhecido, principalmente depois da publicação de seu terceiro livro, John Silence, com as aventuras do emblemático detetive do oculto que, na época, foi tão famoso quanto Sherlock Holmes. Nos anos 1940 e 1950, a fama de Blackwood se estendeu para o rádio e para a televisão. Nessas mídias, ele retomava a arte de contar histórias macabras ao vivo, e logo tornou-se adorado pelo público da BBC. O autor também fez parte de grupos esotéricos como a Sociedade Teosófica e a Ordem Hermética da Aurora Dourada. Nessa última, Blackwood tornou-se colega de escritores como Arthur Machen, autor de O Grande Deus Pã , e o famoso ocultista Aleister Crowley.

O ilustrador

Alexandre Teles é artista gráfico, educador e ilustrador de pautas editoriais e livros infanto-juvenis. Em seu ateliê, desenvolve seu trabalho com técnicas de gravura e monotipia. Em 2017, lançou pela Editora Veneta, “Caligari!”, livre-adaptação do filme expressionista alemão “O Gabinete do Dr. Caligari” (1920) feita integralmente em monotipia. Em 2015, foi selecionado para o “Edital Bolsa São Paulo” pela galeria Transarte Brasil (SP). Integrou os coletivos Corrosivo, Canhoto Laboratório de Artes da Representação, Ateliê Prensa e Sociedade Radioativa. Dá aulas em seu ateliê e no espaço de educação Babel | Somando Diferenças, voltado para jovens cuja formação encontrou barreiras no ensino regular.

As editoras

Editora Ex Machina, fundada em 2014, é baseada em software livre (GNU/Linux, LaTeX, svn). Publicou crônica, poesia, contos, filosofia, HQ e a mais minuciosa e extensa antologia de contos lovecraftiana em língua portuguesa. Lançou em 2020, em coedição com a editora Sebo Clepsidra, a coletânea Contos clássicos de fantasma. Em 2021, publicou Repique macabro e outras histórias estranhas, de Robert Aickman, o grande autor moderno de horror e strange tales, inédito em português.

A editora Clock Tower nasceu em 2012 como um complemento ao Site Lovecraft, e tem 11 livros em seu catálogo focado em horror e fantasia, muitos deles inéditos em português, trazendo pela primeira vez livros como O Rei de Amarelo, de Robert W. Chambers e A Terra da Noite, de William Hope Hodgson, os contos de horror e os contos de weird western de Robert E. Howard, além de autores clássicos como Arthur Machen e Clark Ashton Smith.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.