[Editora Viu] Mítica – Sombras no Oriente (D20 System)

Site: Editora Viu

Antes de Mítica – Os Caminhos do Oriente não havia nenhum livro com o selo D20 no Brasil sem ser Fantasia Medieval “Ocidental”. Um dos livros prometidos pela Devir Livraria e que poderia ter saído antes desse foi o Oriental Adventures, até hoje ainda não lançado por essas bandas. Mas o “mundo oriental” já existiam em cenários como Forgotten Realms (Kara-Tur) e Tormenta (Tamu-ra, extinta e Ni-Tamu-ra)

Os Caminhos do Oriente foi escrito por dois autores até então desconhecidos no meio RPGístico, Fernando Castilho e George Bonfim, eles fizeram um excelente trabalho ao misturar várias Mitologias e Culturas como a indiana, japonesa, chinesa e do sudeste asiático. Agora, o segundo livro foi feito por Newton “N!tro” Rocha, autor do netbook Avatar (para sistema Daemon) e do cenário Necropia (D20 e Daemon), mas ainda não havia publicado um livro, o que, cá entre nós, não é nada fácil.

Sombras começa com uma linda capa do premiado Cláudio Pozas, com uma textura bem melhor do primeiro livro, e como a intenção logo de cara é surpreender quem já tem o primeiro livro vai notar que o personagem icônico se transformou em vampiro ou melhor, Kyu-Kitsuke. As bordas estão bem melhores que no primeiro livro, sem sobras, as ilustrações de abertura de capítulo estão excelentes, ainda que prefiro a Kiyusa da Erichan a do Nitro. As ilustrações com excesso de detalhamento como o Bakemono, o Goramo, os dragões e o Hakeru e foram reduzidas perderam em muito a qualidade.

A Apresentação fala dos livros que serão utilizados e das Sombras em Lieh, mas tem nomes em excesso, o que pode confundir o leitor sem contar que a Tríade tem dois nomes apenas. O conto que abre o livro traz a história da filosofia Yin Yang que determina o Livre Arbítrio e o equilíbrio dos mortais.

O próximo capítulo é sobre Organizações com sete delas que ajudam a determinar os vilões do próximo capítulo, são três Classes de Prestígio com cinco níveis, 5 Magias Ringu e um local (Ilha da Tartaruga). A destacar, os Lobos dos Mares com pirataria oriental, as Magias Ringus para Feiticeiros (Bakuretsu) e Senhor da Tempestade e Lama Negro com muitos poderes ganhos por nível. Como já foi dito, alguns Vilões pertencem às Classes de Prestígio existentes no capítulo anterior. A destacar a Bruxa Kiyusa, Líder do Ringu que possui dois símbolos diferentes na cabeça, na ilustração da Erichan é semelhante ao símbolo do Ringu, no trecho dessa organização, enquanto o do Nitro na abertura do capítulo está diferente, com fogo embaixo do anel. Aqui, um detalhe: O nome Sangye Tséring não faz lembrar Shang Tsung do jogo Mortal Kombat? Este é também o vilão com maior ND, 20 enquanto o mais fraco (dependendo do ponto de vista) é o pirata Tokage Ragorth com ND 10, temos pela primeira vez o personagem icônico Etsu Meguro já transformado em Kyu-Kitsuke e procurando o Lorde da Tempestade Etsu Kazuo que o matou, um duelo entre ND18 x ND17 respectivamente.

No capítulo de Criaturas começamos com um resumo bem simplificado das criaturas do Livro do Monstros deixando esse trabalho a cargo do Mestre, a descrição dos Planos Infernais e da Guerra dos Três Infernos com os demônios Oni (Vivem nos Dez Mil Abismos), Asuras (Naraka) e Onis (Makai), com descrições curtas dos lugares, cita os governantes que são aceitos como Deuses e os Domínios para Clérigos deles. Alguns Monstros têm na sua descrição um mini-conto sobre ele em itálico. Todos os Demônios têm sub-categorias: Akuma (Kabuto, Teru), Asura (Darbas, Vasuni) e sobre os Onis, seguem informações específicamente deles abaixo. Indo para os outros Monstros é interessante ver que pelo menos duas criaturas remetem a Animes/Mangás: o Kitsune lembra muito o Ninetales do Pokémon (evolução de Vulpix) e o Oni Bargong, o vilão Makaku de Gunnm. No meio das Criaturas temos duas Raças: o Naga de Lieh, um Homem-Cobra que possui Talentos Raciais, exclusivos como O Olhar da Cobra e Agarre com Cauda Aprimorado e com a possibilidade de escolher alguns Talentos das Nagahs de Tormenta e o Povo Gato Laokin, este com apenas os Traços Raciais, os Modelos Kyu-Kitsune que, como já foi dito, é um Vampiro Oriental e possui Ajuste de Nível +6 e também o Fantasma Gaki-Youma com dois dos vários subtipos disponíveis: Kuei e Arruaceiros. Temos depois dois Onis (a tradução para esse termo geralmente é Demônio, mas na verdade é muito mais complexo que isso, como exemplo Hiei e Kurama do anime Yuyu Hakushô são Onis). Uma criatura interessante é a que vem depois, Rauken um Morto Vivo Construto, os Dragões Ryu com os Anciões (Espírito e Mente) tendo ND 25 e os nojentos Bakemono, Tulpa e Yeren.

É sempre importante lembrar que esse livro foi projetado para ser suplemento do primeiro livro (e por licença dos livros da Wizards), para outros cenários você pode usar Monstros ou organizações sem problemas. O cenário possui além desses dois livros, uma aventura na D20 Saga #05 e virá mais um livro com autoria de Victor Caminha. Falando especificamente do livro, foi bem feito, complementando o cenário, a um preço baixo ao contrário dos três Livros Básicos. Nitro fez bem ao relacionar as organizações com os personagens e mais um pouco do livro CdO, já que nem todas as Raças e Classes foram designadas (como o famoso Astrólogo). Existem algumas falhas simples, como a tradicional confusão entre Alinhamento e Tendência, mas são erros pequenos e não compremetem o livro. Uma boa aquisição para quem quer um cenário D20 conciso e simples. Em breve, o terceiro livro virá. Fica um mistério para este livro: Será que com o mesmo Samurai também na capa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s