[Daemon Editora] RPGQuest 03 Templários (RPGQuest clássico)

Em 6 meses foram lançados três livros para RPGQuest, além de dois boosterpacks e vários netbooks e aventuras todo mês na revista Dragão Brasil. A novidade desse é o tema: Templários e Sarracenos, cujo tema já havia sido abordado no livro Templários da mesma editora em 2000, mas para o sistema Daemon. Nesse livro, temos duas estréias na editora: Alexandre José Garzeri e Pietro Antognioni, o primeiro é terapeuta holístico especialista no tema que deu uma palestra sobre o assunto no XIII EIRPG, enquanto Pietro, vencedor do concurso de ilustrações do RPGQuest, foi o responsável por todas as ilustrações, enquanto o Barata, ilustrador das outras edições, ficou com a função de colorizar as ilustrações e também como diretor de arte.

O livro, tal qual o segundo começa com publicidade, principalmente de livrarias em vários estados do Brasil, na parte de créditos e agradecimentos um aviso curioso, mas necessário: Esta é uma obra de ficção: Ogros não existem! Na introdução, ficamos sabendo que ele é um suplemento para os outros dois RPGQuest e que a região que se situa não é a Terra e sim um lugar situado no Reino de Nova Arcádia chamada Languedoc semelhante ao sul da França Medieval.

A seguir, vem a parte de background, com o texto de Alexandre Garzeri, abrangendo 10 páginas, começando com a lenda do Santo Graal, a távola redonda e a sua simbologia, sendo os principais descritos: o cajado do Mago Merlin, relativo ao fogo, a espada Excalibur relativa ao ar e o cálice sagrado, relativo a água, andando um pouco chegamos a busca do Santo Graal. O texto a seguir é sobre Toulouse falando do massacre no Languedoc que esta era a sociedade cristã mais avançada da época, este anunciado pelo papa Inocêncio III e durou 35 anos, dentro desse texto há a citação do Nobre de Foix que é uma das Classes do jogo. Mas a primeira Classe a ter um capítulo próprio é o Catarismo de aonde surgiu o termo gnose que significa conhecimento, este muito usado hoje em dia, eles também cuidavam da guarda do Santo Graal e de um grande segredo que efetivou o massacre de Languedoc. A próxima classe a ser descrita é o Priorado de Sião ou Monastério do Sinai que nasceu com três objetivos a cumprir e tentou cumprí-los em sangue e espada. Os Cavaleiros do Santo Sepulcro, criado pelo mesmo que fundou o Priorado que tinham como objetivo defender o túmulo de Cristo e dos peregrinos que o visitavam e que tinha como mistério maior a guarda do Santo Sudário. Os Hospitalários que tinham outros dois nomes, Cavaleiros de São João e Cavaleiros de Rodes, eram divididos em eclesiásticos, cavaleiros e subalternos, dedicados a cuidar do próximo tal como Jesus Terapeuta. Os Templários são o destaque do livro e dão título a este que realizaram escavações em Jerusalém no sécuo XII e eram excelentes guerreiros e quase foi extinta em 1314 com a morte de Jaques de Molay, mesmo com isso, a organização continua viva até hoje. Os Teutônicos eram conquistadores de terras tidas como selvagens e também conquistaram a arca da aliança. No fim, apoiaram Martinho Lutero.

Continuando, segue o capítulo de criação de personagem, a partir dos atributos, depois há as Classes diviidas em Cavaleiros (podendo ser Cátaro, Cavaleiro Templário, Cavaleiro do Priorado de Sião, Cavaleiro Hospitalário, Protetor do Santo Sepúlcro, Cavaleiro Teutônico e Nobre de Foix), Sarraceno (Mago Sarraceno, Sarraceno e Hassassin) e Cultista (Inquisidor e Cultista), O livro recomenda que a parte iniquisitória fique como PdM. Há duas Habilidades Especiais novas: Controlar Mortos-Vivos e Exorcismo e 1 Perícia novas: Heráldica que é o estudo dos brasões e nobreza. A propósito, não há Raças, mas é possível a mistura com qualquer outra Raça ou Classe de qualquer outro RPGQ. A lista de armas e equipamentos e o capítulo Testes e Combates não sofreram modificações, apesar de não ter magias.

Mesmo não tendo regras para Magias, este suplemento trás 10 novas Magias que vão do 2º ao 4º nível dentro dos monstros, aliás o destaque nesses monstros são vários demônios e vários mortos vivos, além de versões inimigas das Classes citadas acima. Os destaques são os apelões Daemon que garante 600XP e o Dragão Negro que valem 1000XP, do outro lado, matar um Monge Cátaro ou Parfait valem -100XP enquanto o Protegido vale -1000XP! Sim, pontos de experiência negativos. Temos outras apelações, as Lendas que não podem substituir os comandantes e só pode possuir um por grupo em Batalhas de Miniaturas, eles são pessoas que realmente existiram: St George, Sir Godfroi, Sir Heinrich, Sir Hugues, Sir Jacques e St Patrick. No final do livro, informações das relíquias (Idéias de aventuras) e como funciona o mapa do castelo e um mapa da Europa em 1304, maior do que o do RPG Templários.

No geral, o livro está com qualidade muito boa e possui muitas referências ao Código da Vinci que parece ser o caminho da linha Trevas/Arkanun a partir de agora. As ilustrações do Pietro são muito boas e transmitem o clima, principalmente as que estão em preto e branco. o problema é que faltou na parte histórica mais informações sobre os sarracenos, coisa que pode ser solucionada com o outro Templários. É uma boa ter os dois anteriores para jogar junto com esse, para uso de props do RPGQ1 e mais terreno com o RPGQ2. Agora, com licença que minha mãe quer ler esse livro por causa do Código da Vinci.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s