O RPG brasileiro em 2019: Parte 1 – A “nova” elite (D&D5, T20 e Path2)

D&DPHBÉ possível dizer que tivemos muitas novidades boas no RPG brasileiro deste ano, seja em financiamento coletivos ou em vendas diretas. Então o que eu vou trazer aqui, diferente dos outros anos não será uma retrospectiva e sim, um panorama de como está o RPG brasileiro. Esta primeira parte abrangerá o que posso chamar de elite, o que os financiamento coletivos provaram serem os mais importantes: Dungeons & Dragons 5ª edição (esse caso não foi financiamento, mas falo depois dele), Tormenta20 e Pathfinder 2ª edição. A segunda parte abrangerá os outros RPGs, já que vou precisar de tópicos pequenos pra falar deles. Aqui serão só três, mas de forma mais abrangente.

Continuar lendo