[Ed. Nexus] Nexus D6 (Nexus D6)

Capa - Nexus D6

RPGs indepedentes sempre foram conhecidos no Brasil durante seus eventos de RPG, dois exemplos paulistas são o OPERA RPG, que após vários anos conseguiu realizar seu lançamento ano passado e o outro é Calíope, RPG de fantasia medieval que esse ano teve inclusive mesa de destaque no EIRPG. Outros exemplos são os livros da Marginal Games e o ZIP RPG. No Nordeste do Brasil surge o projeto Nexus D6, posso estar enganado mas este deve ser o primeiro livro de RPG publicado por um autor nordestino no Brasil.


O Livro

Este é bem pequeno, podendo inclusive ser levado no bolso de dentro de alguns bolsos, papel bom e apenas 88 páginas, sendo 20 para monstros, sim, temos 73 animais e monstros no livro, também 8 Classes de personagens e 4 Raças, regras para Magia e Psiquismo (que usam o mesmo sistema), sendo possível a jogabilidade em qualquer cenário de fantasia medieval. Mesmo assim, o sistema é genérico e simples e permite que seja jogado não apenas em Fantasia Medieval.

As ilustrações de Jessé Avelino da Silva são simples, com a maioria podendo ser classificadas como regulares, mesmo assim temo boas ilustrações no livro como a da página 31. Todos os símbolos, sendo das Magias ou do sistema são bons, mas teriam destaque maior num livro colorido.

O Sistema

O sistema é composto por Atributos, Poderes/Restrições (Vantagens e Desvantagens) e Talentos, que também abrange Perícias. Há também Traços Raciais, Magias e dados influenciados pelos Atributos como Nível de Defesa e Pontos de Vida e o personagem é feito por pontos sendo que, por exemplo, um Novato (6 pontos) tem Atributo Máximo 2, a Magia pode ir de 0 a 2, 2 pontos de Poderes, -1 ponto de Restrição e recebem 5 Talentos.

Os Atributos sofrem de um problema: São praticamente os mesmos de 3D&T: Força, Precisão (Em 3D&T, Poder de Fogo), Habilidade, Defesa (Armadura) e Energia (Resistência). Ocorre inclusive de ser a Habilidade o atributo mais importante, devido a sua utilidade para testes. Os testes deles são feitos através de Dificuldades sendo de 5 (Extremamente Fácil) até 15 (Quase Impossível) o que acabou influenciando o RPGQuest da editora Daemon, há também uma tabela de incosciência, que depende do atributo Energia.

A seguir temos as Regras para Combate, que resumido é o seguinte: Iniciativa, Ataque (2d6+Hab) >= Nível de Defesa (Def+7), Dano (For ou Pre), Pontos de Vida (PV-Dano) e fim de turno. Há também regras específicas para tipo de dano, investida e tiro à queima roupa. O capítulo 5 é sobre Poderes e Restrições, onde também podemos encontrar mais semelhanças ao 3D&T: como por exemplo, Companheiro é semelhante à Parceiro, Desviar Disparos é semelhante a Reflexão e por aí vai. Elas podem ser limitadas pela Energia ao dia ou não, como por exemplo, Ataque Poderoso pode ser usado 2x Energia por dia, se sua Enegria for 4 então pode ser usado 8x/dia, as Restrições não sofrem isso, já que seria muito fácil ter um Inimigo 3x/dia não?

Os Talentos são um tipo especial de vantagem e tem custo especial, 1 Ponto de Personagem é igual a 2 Talentos e são poucos como Reputação, Biblioteca, Aparência Frágil, Riqueza, Infravisão, Imune a Fome e Sede. Como já foi dito, temos também as Perícias como Diplomacia, Rastrear Idiomas, Investigação. Há divisão entre as que você pode usar com ou sem treinamento.

O próximo capítulo trata das Raças, aonde temos Anões (2 pontos), Construtos (0), Elfos (1) e Halflings (2). Para combinar com as Raças, as Classes, começando pelas não-mágicas, todas com custo fixo de 5 pontos: Arqueiro, Bárbaro, Guerreiro e Ladino. As Classes que fazem uso de magias vêm após o capítulo de magias e são Clérigo, Ranger, Mago e Monge.

As Magias são compostas de duas categorias: Esfera (Divina, Elemental, Mental e Natural) e Efeitos (Ataque, Conexão, Conjuração, Cura, Fusão, Movimento e Ofuscação). As Esferas determinam como será a magia visualmente e também restringe o uso dela, como a combinação Elemental+Cura não existe e os Efeitos, como ela funciona. Como exemplo, a combinação Elemental, Movimento 1 você pode erguer um peso através do fogo, meio estranho, mas possível.

Para encerrar o livro os capítulos Experiência e Criaturas. Na Experiência são dados notas de 0 a 2 para 5 questões avaliadas, vai de 0 a 6 pontos no não combate e de 0 a 4 pontos pelo combate. Na parte de criaturas ocorrem animais comuns como cavalo, crocodilo, leão, animais atrozes como morcego atroz, tubarão atroz e urso atroz. Na outra ponta da tabela, dinossauros e dragões!

Pontos Positivos
– RPG pequeno e barato
– Sistema Simples
– Boa diagramação

Pontos Negativos
– Pouca divulgação
– Atributos e vantagens bem semelhantes ao 3D&T
– Dificuldades em achá-lo

Conclusão
O sistema do Nexus D6 é bem simples, já adaptado a cenários medievais. As semelhanças com 3D&T podem chamar a atenção do antigo público deste e quem sabe atingir um público novo, principalmente no Norte-Nordeste, aonde deve ser possível encontrar mais facilmente o livro.

Um pensamento sobre “[Ed. Nexus] Nexus D6 (Nexus D6)

  1. Pingback: Nexus Zero – A volta às origens « RPG News

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s